quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Distância de Visualização X Qualidade de Impressão em PLOTTERs

Como no post sobre consumo de energia com impressão digital em PLOTTERs relatamos sobre folclores e desinformação neste mercado,  neste post tentaremos expressar nossas experiências sobre a qualidade de impressão contra a distância de visualização e custo de impressão contra rentabilidade.

Em muitas instalações que realizamos e clientes que depois visitamos no pós-venda se ouvem reclamações principalmente do custo de tinta e operação do PLOTTER. É complicado interferir ou opinar quando o empresário já tem opinião formada e fundamentada principalmente no preço do concorrente na mesma cidade ou região. Processo de informação onde este mesmo empresário tem que ser abastecido com informações e ele mesmo chegar a conclusões. Terapia.....

Não estuda a máquina que o concorrente tem, a estrutura, configuração da empresa do concorrente para pagamento de impostos - por exemplo empresas classificadas como 'micro empresas' - e número de funcionários. E principalmente o foco deste concorrente. Quem reclama está querendo entrar em uma área de atendimento que outro já atende. Deste modo o foco único se torna o preço final.

Mas culpa mesmo é sempre do preço da tinta !

Mas dá para imprimir tudo e para todos com a mesma máquina, tecnologia e tinta ?

Veja primeiro a necessidade de exposição da impressão :


A impressão será exposta interna ( indoor )  ou externa ( outdoor ) ? A qual distância seu cliente deseja que seja visualizada ?

Perceba abaixo na próxima figura uma proposta de qualidade de impressão fazendo relação entre número de passadas, mídia impressa e distância de visualização :



Certa vez recebemos uma ligação de um cliente solicitando parceria para revender a máquina dele pois o custo de impressão era alto. Possuía um PLOTTER de 1,60 metros de largura de impressão, cabeças com resolução máxima de 720 x 720 pontos por polegada ( dpi ) e cartuchos de meio litro de tinta.

Estava perdendo todas as cotações de impressão para placas de out-door que antes fazia em silk-screen para outra empresa que tinha uma máquina de 3,20 metros de largura de impressão e tinta de litro sem marca fixa.

Visitamos este cliente que chegou a impressão digital em PLOTTERs pelo silk e fazia no silk desde out-door até rótulos mas principalmente rótulos de baixa tiragem para vários produtos diferentes. Comprou o PLOTTER e baixou todos os seus custos e despesas. De um galpão de 600 metros quadrados para um espaço de 200 metros quadrados. De 22 funcionários para cinco. De média de três dias para entrega para entregas no mesmo dia.

Eliminou o retrabalho com impressões erradas no silk e novos fotolitos, novas telas, retoques em telas, tempo de revelações e impressões. Perda de material e tempo.

Perguntamos a ele quanto as impressões out-door participavam do faturamento da empresa dele? Qual era a margem de lucro deste negócio?

Uma empresa pode ter vários negócios. Há empresários e profissionais qualificados.

Qual a participação da impressão de rótulos no faturamento total da empresa e qual a margem? De todos os negócios que se reuniam na empresa dele quais eram viáveis e lucrativos e que poderiam trazer mais especialização e valor  e que este valor não migraria em cinco anos por exemplo?

Ele fez contas, percebeu a competência da empresa em fazer rótulos de baixa tiragem e para vários produtos, vendeu a máquina antiga e comprou outra máquina versátil em mídias e aplicações e passou a terceirizar para quem tinha a competência em out-door imprimir quando tinha demanda, focando essencialmente nos rótulos que tinham a melhor margem como produto na empresa. Deixou de pagar adicional de insalubridade com a máquina nova.

O exemplo demonstra que não temos que fazer tudo em um mesmo mercado sem a devida competência e estrutura. Os equipamentos são dimensionados para aplicações e demanda - comerciais e industriais - custos e despesas relativos a sua também aplicação e demanda.

Faça uma aferição das competências de sua empresa. Qual a necessidade de visualização da impressão que estão lhe orçando ou encomendando? Quanto tempo ficará exposta e onde ?

Em função destas informações faça a melhor oferta considerando a mídia correta, número de passadas e resolução de impressão  ( consumo de tinta ). Profissionalize e coloque planilhas a partir da experiência. Não fique na poeira do concorrente ou improvisos diários.


O concorrente que imprimia para outdoor do exemplo, hoje tem mais seis concorrentes fazendo o mesmo produto final. O valor migrou e quem não fez uma análise de mercado não percebeu e o mercado de grandes impressões e outdoor se transformou em um mercado de preço, cada dia menor.

Não falamos em rentabilidade ? Pense sobre preço e concorrência, dá para encarar briga de preço? Onde vai sua rentabilidade? !


Há alternativas, visite nosso marcador Não fique na Lona e veja aplicações de valor !!!

Fonte e texto : AJS
Grifo e Itálico : AJS
Figuras : HP Brasil

Gostou deste post?


Se você tem algum comentário ou experiência com as impressoras de grande formato HP Designjet ou outras compartilhe conosco ! Remédio contra incertezas : Informação !


Encontre as melhores soluções em impressoras de grande formato técnicas, comunicação visual, impressões artísticas e Fine Art  na Loja do Plotter !

#NaoFiqueNaLona #lojadoplotter

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.